Marcos Luciano Bignotti é promovido ao cargo de procurador de Justiça

Imagem

O promotor de Justiça Marcos Luciano Bignotti foi promovido ao cargo de procurador de Justiça em sessão do Conselho Superior do Ministério Público realizada nesta terça-feira, 10. Ele será empossado no cargo no dia 16 deste mês, às 14h, durante sessão solene do Colégio de Procuradores de Justiça.

Bignotti ocupará a 5ª Procuradoria de Justiça, que antes tinha como titular José Omar de Almeida Júnior, aposentado em dezembro de 2019.

Marcos Luciano Bignotti foi promovido pelo critério de antiguidade. Ele ingressou no Ministério Público do Tocantins no ano de 1990, oriundo do 1º concurso para membros do MPTO.

Na sessão do Conselho Superior, foi destacado que Bignotti é o último promotor de Justiça originário do 1º concurso a ser promovido para o cargo de segunda instância. Seu perfil colaborativo e sereno também foi lembrado pelos colegas.

Perfil
Marcos Luciano Bignotti nasceu em Monte Aprazível (SP). Ele foi empossado no cargo de promotor de Justiça em julho de 1990, estando próximo a completar 30 anos de atuação ministerial. Como promotor, passou pelas comarcas de Paranã, Filadélfia, Arraias, Araguaína e Palmas, onde se encontra desde 2002. Atualmente, ele responde pelo cargo de subprocurador-geral de Justiça, para o qual foi designado em 5 de fevereiro deste ano.

Entenda
O Ministério Público do Tocantins possui um quadro de 12 procuradores de Justiça, que atuam perante a segunda instância da Justiça – ou seja, diante dos desembargadores. Enquanto isso, o quadro de promotores de Justiça atua perante a primeira instância – ou seja, diante dos juízes. Todos os procuradores de Justiça são escolhidos entre o quadro de promotores de Justiça, em concursos internos de promoção que têm como critérios a antiguidade e o merecimento, alternadamente. (MPTO)

Foto: Ronaldo Mitt