Marcos Luciano Bignotti toma assento no Colégio de Procuradores de Justiça do MPTO

Imagem

O membro da Associação Tocantinense do Ministério Público (ATMP) Marcos Luciano Bignotti tomou posse na tarde desta segunda-feira, 16, como 5º Procurador de Justiça. Durante a sessão solene realizada pelo Colégio de Procuradores de Justiça do Ministério Público, o novo membro do colegiado destacou a missão assumida e lembrou um dos momentos marcantes da ATMP nestes 30 anos.
 

Na solenidade, o presidente da ATMP, Luciano Casaroti, ressaltou a brilhante carreira do membro nas quase três décadas de atuação e a importância que ele terá ao ocupar assento no maior órgão colegiado do Ministério Público tocantinense. “É no Colégio de Procuradores de Justiça que são decididas as principais demandas que balizam o caminho do nosso parquet”, disse ao se referir à recente conquista no que diz respeito à possibilidade de promotores de Justiça concorrerem ao cargo de Procurador-Geral de Justiça.
 

Entre as demandas importantes no âmbito do MPTO, Casaroti também frisou a implantação de direitos dos integrantes,  a efetivação do principio constitucional  da simetria com a magistratura e a preservação das garantias e prerrogativas do Ministério Público.
 

O novo procurador falou  da missão que será substituir o procurador de Justiça aposentado José Omar de Almeida Júnior em face da relevante atuação deste como membro do parquet. Marcos Luciano Bignotti também destacou o importante trabalho de José Omar como presidente da ATMP e considerou como marco histórico da sua gestão a aprovação da  Lei Orgânica do MPTO.
 

O procurador encerrou sua fala agradecendo a todos que colaboraram para a construção da sua história e que se esforçará para corresponder ao esperado. “Nós gostamos de ser Ministério Público e gostamos de promover a Justiça”.
 

Trajetória
 

Marcos Luciano Bignotti é natural de Monte Aprazível (SP). Ingressou no MPTO em 1990, tendo atuado como Promotor de Justiça em Paranã, Filadélfia, Arraias, Araguaína e Palmas