CSMP julga editais e associados da ATMP obtêm movimentação na carreira

Imagem

 

Promotores de Justiça, membros da Associação Tocantinense do Ministério Público (ATMP), tiveram movimentação na carreira após o julgamento dos concursos de remoção/promoção conduzidos pelo Conselho Superior do Ministério Público (CSMP). A 215ª Sessão Ordinária do CSMP aconteceu por videoconferência, nesta terça-feira, 09 de junho.

O presidente da Associação Tocantinense do Ministério Público (ATMP), Luciano César Casaroti, acompanhou o julgamento dos editais e parabenizou os beneficiados.

Confira como ficou a movimentação na carreira dos Promotores de Justiça:

Promotorias de Justiça de 3ª Entrância

 21º Promotoria de Justiça da Capital - Sidney Fiori Júnior - removido pelo critério de merecimento;

17º Promotoria de Justiça da Capital - Flávia Souza Rodrigues Cunha - removida pelo critério de antiguidade;

2º Promotoria de Justiça da Capital – André Varanda - removido pelo critério de merecimento;

3º Promotoria de Justiça de Porto Nacional – Guilherme Goselling - remoção pelo critério de antiguidade;

25º Promotoria de Justiça da Capital - Vinícius de Oliveira e Silva - removido pelo critério de merecimento;

2ª Promotoria de Justiça de Pedro Afonso – Munique Teixeira Vaz – promovida pelo critério de antiguidade;

2º Promotor de Justiça de Paraíso do Tocantins - Cynthia Assis de Paula – removida pelo critério de merecimento;

4º Promotor de Justiça de Paraíso do Tocantins - Rodrigo Barbosa Garcia Vargas - removido pelo critério de antiguidade;

1º Promotor de Justiça de Gurupi - Reinaldo Koch Filho - removido pelo critério de merecimento;

3º Promotor de Justiça de Araguaína - Guilherme Cintra Deleuse - removido pelo critério de merecimento;

9º Promotor de Justiça de Araguaína - Juliana da Hora Almeida - removida promovido pelo critério de merecimento;

2º Promotor de Justiça de Augustinópolis - Elizon de Sousa Medrado - promovido pelo critério de antiguidade;

1º Promotor de Justiça de Augustinópolis - Paulo Sérgio Ferreira de Almeida, promovido pelo critério de merecimento ao cargo de.

Os demais concursos que estavam previstos na pauta, para Promotorias de Justiça de 1ª e 2ª Entrâncias, não obtiveram êxito em razão de não haver inscritos ou por ficarem prejudicados.

Os promotores de Justiça removidos ou promovidos já terão o acesso aos sistemas eletrônicos de suas novas Promotorias a partir de amanhã, 10 de junho.