MPTO implantará sistema único de informação de gestão SIMP

Imagem

Em reunião virtual realizada na última quinta-feira, 27, os integrantes do Comitê Estratégico de Tecnologia da Informação (CETI), da qual a Associação Tocantinense do Ministério Público (ATMP) faz parte, deliberaram pela implantação da plataforma única de informação do Ministério Público do Tocantins e deverá desenvolver o sistema próprio, que receberá o nome de Sistema Integrado do Ministério Público (SIMP).

Desde que começaram as discussões em torno deste assunto, o CETI já conheceu o Sistema Único de Informação do Ministério Público do Rio Grande do Sul, estudou a viabilidade operacional de adoção e chegou à conclusão de que seria mais vantajoso o desenvolvimento de um sistema próprio.

Para a ATMP, a implantação de um sistema único traz avanços para a instituição.  “A implantação de um Sistema Único Eletrônico traz modernidade, agilidade e eficácia para a gestão, já que possibilita que todos os sistemas judiciais e extrajudiciais sejam convertidos do meio físico para o ambiente virtual, trazendo mais segurança e transparência das informações na avaliação da produtividade processual”, afirmou Jacqueline Orofino, presidente em exercício da ATMP.

Com a definição, já foi autorizado o início das tratativas para a contratação da equipe de desenvolvimento, bem como a imediata locação de recursos. A expectativa é que após encerradas as tratativas, as primeiras funcionalidades do sistema estejam disponíveis aos integrantes, no prazo de 10 meses.

Juntamente com a presidente em exercício da ATMP, participaram da reunião a Procuradora-Geral de Justiça, Maria Cotinha Bezerra; o chefe de Gabinete do MPTO, promotor de Justiça Celsimar Custódio; os promotores de Justiça assessores da PGJ, Cynthia Assis de Paula e Paulo Alexandre de Siqueira; o promotor de Justiça corregedor Pedro Evandro Rufato; além do Diretor-Geral da instituição, Uiliton Borges; do chefe do Departamento de Planejamento e Gestão, Marcos Conceição da Silva; da encarregada da área de Suporte a Sistemas Finalisticos, Natália Fernandes; e do chefe do Departamento de Modernização e Tecnologia da Informação, Huan Borges Tavares.