Luciano Casaroti é o candidato mais votado em eleição para o cargo de PGJ

Imagem

Com 67 votos, o Promotor de Justiça Luciano Casaroti foi o candidato mais votado para a formação da  lista tríplice destinada à escolha do Procurador-Geral de Justiça (PGJ) que conduzirá o Ministério Público do Tocantins no biênio 2021/2022. Na segunda colocação ficou o Promotor de Justiça Abel Andrade Leal Júnior, com 62 votos e, em terceiro, o Promotor de Justiça Marcelo Ulisses Sampaio, com 57 votos. A eleição aconteceu nesta sexta-feira, 16, por meio de votação eletrônica com participação exclusiva dos membros.

A lista tríplice com os nomes dos Promotores  de Justiça será encaminhada, no próximo dia útil, ao Governador do Estado, Mauro Carlesse, a quem caberá fazer a escolha entre os três nomes apresentados. O prazo para que proceda à nomeação é de até 15 dias.

O próximo Procurador-Geral de Justica  tomará posse em sessão solene realizada pelo Colégio de Procuradores de Justiça, no dia 14 de dezembro.

Em 32 anos de história do Ministério Público tocantinense, esta foi a primeira vez que Promotores de Justiça puderam concorrer ao cargo de PGJ.

“Parabenizo todos os candidatos que concorreram a esta eleição. Acreditamos que este foi um pleito justo, democrático e que os candidatos e a candidata apresentaram propostas visando o fortalecimento do MPTO. A ATMP será sempre parceira para que esta instituição possa evoluir”, afirmou Jacqueline Orofino, presidente da ATMP.